Aeródromo Eng.º Sebastião Mendes Ferrão

Breve historial

Em 1972 a Junta de Freguesia de Coja, presidida por Manuel Gabriel oferece os baldios da Meda da Serpente aos Serviços Florestais. A este propósito desloca-se o Eng.º Sebastião Mendes Ferrão que exercia funções na Administração Florestal de Arganil (e actual topónimo desta infra-estrutura) que, aproveitando a presença de um militar da Força Aérea Portuguesa em gozo de férias na região, constata da possibilidade de instalação de um Aeródromo. Dadas várias propostas, os serviços competentes avaliam as mesmas e optam por Coja. Em 1973 é solicitado ao Professor Eng.º Mendes Ferrão que intercedesse junto do Governo para a respectiva construção que se iniciou no Inverno desse mesmo ano, com prolongamento pelo ano seguinte de 1974. Em 4 de Fevereiro de 1977 a Direcção Geral da Aeronáutica Civil faz uma inspecção às pistas de Coja no sentido de uma possível utilização civil das mesmas que apenas acontece esporadicamente. A primeira aeronave a aterrar no Aeródromo Eng.º Sebastião Mendes Ferrão foi um Piper Cherokee 1800, da firma Morgado Rações, acontecimento ocorrido em 1980. Com altos e baixos, o Aeródromo é uma das infra-estruturas mais relevantes no combate a incêndios florestais de uma vasta região e uma possibilidade de exploração turística no futuro.

A pista

É utilizada para o combate a incêndios. É uma pista certificada (ULM e Helicópteros). Tem manga de vento e funciona no horário diurno.

Comp.

Larg.

Piso

T.Aeron.

Declive

500 m

30 m

Saibro

Ligeiros

0%

700 m

20 m

Asfalto

Ligeiros

0%

multimedia

VIDEO RELACIONADO

Aeromodelismo pelo Clube Aeromodelismo de Coja [CACO]